h1

Basofes da mamã

Fevereiro 7, 2006

Hoje venho falar-vos (ou escrever-vos) dum tipo de criatura que anda para aí. Muitas vezes apelidade de basofe ou hip hoper (nos morangos com açúcar deve ser prái “dread” ou “grafitter” naquele léxico próprio) ou outra qualquer designação. De facto a designação não é importante, um dos primeiros sinais de estarmos a ver uma destas criaturas é o “cap” (ou boné duma equipa de basebal qualquer que nunca ninguém ouviu falar, também disponivel na loja do chinês).

redsox_white.jpg

(Exemplo de boné basofe)

Mas o mais preocupante nestes seres não é o seu característico boné (bonés há muitos!!). Até eu uso bonés, preferencialmente quando há sol e não religiosamente em todo o lado como um bem precioso e símbolo de irreverência (como é que um boné enfiado pelos cornos abaixo significa esta ultima parte não sei… Esta gente nunca deve ter andado de bonés na infância). De facto o que causa preocupação é a falta de carinho.

Falta de carinho? (Isto supostamente é o que vocês se estão a perguntar admirados)

EXACTO! Ora sigam o meu raciocínio (follow the leader leader.. ok chega de música de mau gosto) enquanto viajamos pelo vestuário e todos os acessórios desta mui comum gente à procura duma fundamentação para aquela minha frase que vos pôs em estado de suspense.

Ora, não é pouco habitual ver esta espécie com casacos, especialmente os da mamã (aqueles com pelo de doninhas no carapuço.

pelo-de-doninha.jpg

(Exemplo de doninha morta er… “casaco”)

AVISO: todas as caras estão tapadas por confidencialidade das famílias, coitadas como elas sofrem..

Também é habitual o brinco da mamã:

brinco.jpg
(Exemplo de um caso extremo de brinquinhis mama)
E até as calcinhas e os sapatinhos da mamã:

calcinha.jpg

(Nem comento esta…)

Ora, muito obviamente, todos estes artigos que têm em comum a sua afinidade com o sexo feminino só podem indicar uma coisa. Estas crianças de hojem em dia têm muita falta de carinho e de forma compensatória e compulsiva vestem-se como os seus progenitores. Frequentemente os do sexo masculino imitando a mãe e as do sexo feminino imitando o pai (principalmente em aspectos que têm a ver com tábuas de engomar, mas pronto, isso é genético).

Sendo tudo isto culpa da F.O.D.A. (Fundação Organizada para a Destruição da Apatia), uma associação parental que há vários anos se comprometeu meter em cima do assunto e depois abandonou estas crianças, há pouco tempo surgiu a Anti-F.O.D.A. que promove abortos assistidos antes que se formem estes casos graves.

(as coisas que eu faço para encaixar estas siglas manhosas…)

 

Tiago “vamos ajudar esta geração” Nunes

Patrocínios de hoje:

– Moviflor – Olá e que tal um sofá?

– Preservativos Pádua – Ponha antes que meta água.

– SAFA – Serviço de Anonimato Fotográfico Avançado

6 comentários

  1. isso nao é um chapeu basofe por amor de deus! isso é um chapeu de gangsta


  2. chapeu basofe sao aqueles pousadinhos na cabeça com buraco atrás… da nike ou da Lacoste


  3. andas a confudir as coisas… verdadeiros basofes é só ires à Ribeira do Porto. Aí se encontram os verdadeiros basofes


  4. Perdoa-me o meu desconhecimento da zoologia urbana.

    :[


  5. lol… andas a passear pouco…😄 Sai da cadeira e vai dar umas voltinhas pela cidade.😉


  6. Eu tento ignorar gentinha sem importância.:\

    O meu cérebro simplesmente recusa-se a ver mais uma pessoa que seja com o cú das calças nos joelhos.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: