h1

Abortos low cost e filhas da puta dos abstencionistas

Fevereiro 12, 2007

Bem, já sabemos que o Sim ficou em segundo lugar no referendo à despenalização do aborto perdendo apenas para a maioria abstencionista, e vamos ser realistas, se as pessoas se abstêm é porque de qualquer maneira não tinham nada de jeito a dizer, não os vamos incluir em assuntos importantes não vão eles com as suas opiniões idiotas estragar tudo! O que fazer agora?

Bem, não sei quanto a vocês, mas eu vou abrir uma clínica de aborto low cost aqui no meu próprio quarto, com métodos completamente humanos (nomeadamente dando uso a uma colher ferrugenta que para aqui tenho), não é preciso marcação, nem dar nome nem nada, nem é preciso ser mulher para ter o seu aborto feito! É só chegar e *plop*, já está.

(tenho a certeza que os apoiantes do não acharam que aquilo que acabei de dizer era tudo verdade, mas enganaram-se, a colher não está ferrugenta)

(ah e enganaram-se também em relação a tudo o resto, eu sei que vocês são desapegadinhos da realidade e escondem-se em idealismos falsos moralistas, mas também não é preciso acreditar em tudo o que lêem!)

A todos os que se absteram tenho uma mensagem: Meus amigos, eu não demorei 4 minutos a votar, isto começando a contar o tempo desde que saí de casa até voltar. Estava tudo vaziozito e às mosquitas e não doeu como as picas (também conhecido como injecções para os crescidos).

Agora uma pergunta: O QUE É QUE VOCÊS ANDARAM A FAZER SEUS FILHAS DA PUTA E TINHAM ATÉ SIDO BEM ABORTADOS SUAS BESTAS???? Custa assim tanto perder uma horita que seja para dar a opinião numa merda dum referendo que ah e tal não sei IMPLICA AS PUTAS DOS VOSSOS FILHOS/NETOS/IRMÃOS, ETC E FILHAS/NETAS/IRMÃS/ETC?

Custa muito dar a opinião numa questão de interesse nacional e que dividiu os portugueses?

Sugestão: Vão emigrar seus paneleiros/putas, se D. Afonso Henriques andou a lutar para fundar este país onde vocês vivem e outros andaram a lutar para que houvesse liberdade de expressão e decisão do povo, vocês ao menos tinham um niquinho de respeito e faziam valer a vossa opinião pelo sim, pelo não, em branco ou com voto nulo, mas tinham ido lá!

Preparem os documentos, porque da próxima vez que ouvir alguém queixar-se do país ou dos políticos de merda que tem, vou-lhe perguntar quantas vezes foi votar e vou pedir o registo para confirmar a verdade da afirmação, e quem mentir ou não foi votar todas as vezes que podia leva uma bitch slap daquelas mesmo badalhocas e depois se ficarem a chorar não se queixem.

Por outro lado, se como disse acima se calhar são idiotas demais para fazer decisões.

Se calhar é isso.

Seus abortos de merda.

Parvo Na Cadeira,

A favor do aborto até às 10 semanas e em estabelecimento de saúde autorizado, de futuros abstencionistas.

20 comentários

  1. LOOOOOOOOL Epah desculpa lá não tar a dizer nada de jeito mas o riso é muito LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL


  2. Acho uma falta de respeito, estares para aí a rir quando Portugal, O Mundo e o Papa choram esta lei que vai ser aprovada em Portugal.

    É de mau gosto😦


  3. Podia ser pior… O Não podia ter ganho… Mas sejamos realistas: toda a gente sabe que português que é português, (para além do pelo na venta e da perfeita camuflagem entre o cabelo da nuca e os pelos das costas) é preguiçoso e basicamente “está-se a cagar” para o próximo desde que possa ganhar algo em troca de nada.
    Até aqui tudo bem, sem novidades, os portugueses não gostam de fazer nenhum. O problema surge quando as mesmas alminhas deficientes que preferiram ficar em casa a ver tv a dar um pulinho ali ao posto de correios mais proximo se queixam de que “e não sei quê, que afinal o referendo não deu em nada. Eu já sabia, por isso é que nãoi fui votar. Pra que é que vou votar em algo que já sei que não vai dar em nada?”

    (Resposta imediata de alguma mente mais esclarecida):
    -SE CALHAR TINHAS IDO VOTAR E EM VEZ DE NÃO “DAR EM NADA” FAZIA-SE ALGUMA COISA! CUSTA ASSIM TANTO TIRAR O CU DO SOFÁ E IR VOTAR? APROVEITAVAS QUE TINHAS DE IR A TASCA DA RUA DE CIMA COMPRAR TABACO E FAZIAS UM DESVIO…

    …a que conclusão chegamos? que as alminhas deficientes que dizem “isto no tempo de salazar é que era” (cof, cof, taxistas e afins, cof, cof) mereciam um boa “belinha” aplicada na face anterior daquilo que chamam cabeça. talvez assim o tico e o teco chocassem um com o outro, fizessem faísca e ocorre-se o maravilhoso acontecimento nomeado “Combustão Espontãnea”, infelizmente tão raro em gente abençoada com correntes de ar cerebrais.

    (Honestamente, se leste tudo és o meu herói. Espero que faça sentido, se não fizer, também nao faz mal, fica para a próxima)

    Movimento Anti-Floribela- junta-te a nós, opõe-te à exploração dos animais: as mulas que falam também contam.


  4. Li tudo sim senhora.

    Também soube de pessoas que não foram votar “porque o sim ganhava”. Enfim… é o português, ou era, já foi pior.

    Quanto à coisa da floribella, não faço a mínima do que disseste, mas deves ter muita razão.


  5. Eu por um lado discordo contigo.
    Claro que se uma pessoa tem uma opinião e quer que ela ganhe, deve ir votar, e não ficar á espera que os que tenham a mesma opinião votem… e depois talvez até tenha a maioria. Quem não o faz só prova que não luta pelos sonhos. Claro que votar está um pouco longe dos sonhos das pessoas, mas se “levantar o cu da cadeira ou do sofá” como disse alguém por aí, custa tanto, e é melhor que as coisas apareçam do céu, não vai muito longe.

    Por outro lado, acho que eu tampoco ía votar para enfiar um papel “em branco” no “caixote”. Eles não contam. Pelo menos na decisão não conta. Neste caso, o voto em branco não conta pelo “sim” nem pelo “não”, assim que realmente seria um pouco perda de tempo.


  6. Voto em branco não é perda de tempo, é mostrar que ambas as opiniões desagradam, e que se calhar se deveria fazer uma pergunta diferente. É mostrar que se está contra alguma coisa.

    Se votar em branco mostra desagrado por algo, não ir lá mostra indiferença por tudo. Se se lutou para termos o direito a voto, há que fazer uso dele, se não…democracia para quê? Decidam por nós… (parece que é isto que estão a pedir)


  7. Concordo como que a menina de cima disse e já agora dou-lhe um beijinho😛

    E respondendo à Lara:

    Não são precisos assim tantos votos em branco para se proceder a uma revotação ou a uma alteração da pergunta do referendo.

    Quero também apontar, que sim, neste caso seriam improváveis os votos em branco porque se faz uma pergunta concreta, uma pergunta com grande influência na vida futura, isso ainda é mais grave.


  8. Voto em branco não é perda de tempo, é mostrar que ambas as opiniões desagradam, e que se calhar se deveria fazer uma pergunta diferente. É mostrar que se está contra alguma coisa.

    Se votar em branco mostra desagrado por algo, não ir lá mostra indiferença por tudo. Se se lutou para termos o direito a voto, há que fazer uso dele, se não…democracia para quê? Decidam por nós… (parece que é isto que estão a pedir)

    Quoted For Truth!! Não diria melhor eu mesmo.

    E epah desculpa mas quando me lembraste que o Papa estava triste eu também fiquei triste, quase me veio uma lagrima aos olhos… Coitado do homem, quase lhe deve ter dado uma coisinha má quando soube do resultado (pena não ter mesmo dado e ter sido quase).

    Quanto á questão dos votos nulos/brancos: se todos os que se abstiveram tivessem ido ás urnas votar em branco tinham anulado a validade do referendo salvo erro, giro não é? Belo protesto que essa abstenção provoca, o protesto do “eu não quero saber e os outros que decidam por mim”. Depois admiram-se de homens como o Antonio Guterres ou o Durão Barroso chegarem a primeiro ministro.


  9. Tens aqui um espaço engraçado, continua!


  10. Ora muito obrigado🙂 Volta sempre.


  11. Não! Isso são os votos nulos, O voto nulo é que demonstra o nosso desagrado pelas opções apresentadas.


  12. Um voto nulo é simplesmente inválido.

    Podes gerar um voto nulo inadvertidamente rasurando o boletim… isso não mostra desagrado, só desleixo. Um voto em branco é sempre deliberadamente deixado em branco, um voto nulo pode sê-lo simplesmente por acaso.


  13. Embora com alguma rudeza/dureza, está fabuloso.


  14. Por vezes a pior das chapadas faz mais que a melhor das explicações.


  15. “Os votos em BRANCO significam “TANTO FAZ””. Eu não ía dar-me ao trabalho de ir sei-lá-onde para votar, a dizer que tanto faz se ganha este ou aquele.

    “Já o voto NULO é um protesto válido. Ele quer dizer que o eleitor não está satisfeito com a proposta de nenhum candidato e se recusa a votar em ou outro.”

    Protesto válido não significa um voto inválido.


  16. “Em alguns sistemas eleitorais, a opção “Nenhum dos Anteriores” é inclusa na cédula de votação, opção esta similar ao voto em branco, e é amplamente utilizada para manifestar a insatisfação do eleitor quanto aos candidatos ou ao próprio sistema eleitoral.”

    in Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Voto_em_branco

    Não acho nenhum link em português infelizmente.


  17. os votos brancos significam protesto, não significam que “tanto faz”. Significam que não serve nem uma opção, nem outra.

    O voto nulo, por sinal, tanto pode também significar protesto, como simplesmente que alguém se enganou a meter a cruz…


  18. Anyway, o mais importante é exercer o direito (e dever) de votar…seja válido, branco ou nulo.


  19. Fartei-me de rir… Então essa parte final da “bitch slap” ‘tá demais…😉


  20. Olha um g@biru!🙂



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: